Arquivo da Tag: microsoft

SO irritante! (2)

Parece que não sou o único a queixar-me da forma como o sistema de actualizações do windows funciona…

A reinicialização automática do windows depois das actualizações, levou os responsáveis pelo sistema informático de um hospital a desligar as actualizações de segurança, que foi, basicamente, a mesma solução que eu encontrei para resolver o problema. Só que neste caso, fez com que os PCs ficassem vulneráveis, e fossem infectados por programas maliciosos. De realçar que estamos a falar do sistema informático de um hospital!

PS: Obviamente que os responsáveis do sistema informático do hospital também têm culpas no sucedido, mas se o modo de actuar do windows fosse outro, provavelmente nunca teria sido necessário desligar as actualizações.

Os factos da Microsoft…

Não sei se já alguma vez reparam nas campanhas publicitárias da Microsoft “Obtenha os factos”, mas se não viram, podem encontrá-las, por exemplo, aqui ou aqui.

O primeiro comentário que tenho sobre estas campanhas, é que é muito complicado comparar Windows com Linux, ou OpenOffice com MS Office. Por exemplo, dizer que se obtém mais produtividade com um do que com outro, muitas vezes deve-se apenas ao facto de estarmos mais habituado a usar um do que o outro. No entanto, quando me dizem que o Windows lhes permitiu obter maior fiabilidade do que o Linux, questiono-me sobre quais eram os administradores de sistemas que mantiveram a instalação do Linux, ou qual a distribuição usada…

Mas a razão pela qual escrevo este post, é sobre um dos casos práticos em particular, do qual posso falar por experiência: o da Universidade do Minho (UM)/Blackboard.

Apresentar esta caso como exemplo, é, no mínimo, ridículo. E porquê? Basicamente em todo o meu percurso académico (que decorreu na UM), só tive um professor que usou a plataforma, e não é difícil entender esta opção, pois a plataforma era difícil de utilizar, pouco funcional, e pouco usável, quer para os professores, quer para os alunos. Depois, os serviços de informática da UM, são do pior que pode haver (e sempre me fez confusão que uma universidade com um Departamento de Informática como a UM, prestasse tão maus serviços nesta área, excepção feita aos serviços prestados directamente pelo DI), e nunca sabem resolver os problemas que surgem aos alunos. Logo, é de esperar que não se atribua muita credibilidade às escolhas feitas por esses senhores.

Assim, acho que este caso está longe de poder ser usado como exemplo…

Silverlight

É de mim, ou daqui a pouco, para vermos uma página de um site da Micro$oft, vamos ser obrigados a instalar o Silverlight? Pelo menos, nas últimas vezes que por lá tenho passado, acaba sempre por me aparecer uma mensagem a pedir para instalá-lo.

Com todas as potencialidades que o AJAX nos oferece, cada vez percebo menos a necessidade de Silverlights e Flashs, mas pronto…

OOXML aprovado como standard ISO

Ao que parece, os membros da ISO aprovaram o OOXML, apesar dos problemas que este apresenta. Mas sendo um formato da MicroSoft, outra coisa não era de esperar… Tudo valia para que o formato fosse aprovado!

Deixo aqui um link com alguns acontecimentos que envolveram este processo: http://noooxml.wikidot.com/irregularities

Fica a questão: será que ser um standard ISO ainda é sinónimo de qualidade?

Embrace, extend and extinguish

Embrace, extend and extinguish

“Embrace, extend and extinguish,” also known as “Embrace, extend, and exterminate,” is a phrase that the U.S. Department of Justice alleged was used internally by Microsoft to describe their strategy for entering product categories involving widely used standards, extending those standards with proprietary capabilities, and then using those differences to disadvantage its competitors.

[…]

The strategy

The alleged strategy’s three phases are:

  • Embrace: Development of software substantially compatible with a competing product, or implementing a public standard.
  • Extend: Addition and promotion of features not supported by the competing product or part of the standard, creating interoperability problems for customers who try to use the ‘simple’ standard.
  • Extinguish: When extensions become a de facto standard because of their dominant market share, they marginalize competitors that do not or cannot support the new extensions.

[…]

Aqui está mais uma das razões pelas quais evito usar os produtos da MS…

SO irritante!

Será normal um sistema operativo perguntar de 5 em 5 mim se o quero reiniciar, mesmo depois de já se ter respondido que não?

Melhor, será normal um SO reiniciar-se sozinho? Quer dizer, estou a fazer um trabalho qualquer, do qual me ausento uns minutos. Entretanto acaba uma actualização do windows, e como não estou lá para lhe dizer para não reiniciar, ele reinica-se sozinho, e perco o trabalho que estava a fazer…

Raramente uso windows, o que significa que cada vez que o ligo, há actualizações para fazer. Passado alguns minutos, começa aquela janela irritante a aparecer de tempos a tempos…

Como é possível que este seja o SO mais usado no mundo?

Linux vs Vista

Não é muito vulgar (pelo menos que eu saiba) mas uma revista de informática portuguesa, a PCGuia, publicou um artigo onde compara o Linux e o Windows Vista. Apesar de não achar que seja um artigo brilhante e de parecer mais uma comparação Ubuntu/Vista em vez de Linux/Vista, o mesmo mostra que podemos ter (quase) todas as funcionalidades do Vista sem ter gastar uma centenas de euros em hardware e licenças de SOs.

Quem quiser ler, pode encontrar o artigo aqui.