Arquivo da Tag: liberdade

Democracia vs Liberdades

Democracia não é sinónimo de Liberdades

Islam needs democracy, dizem. Pois, Bush tb dizia o mesmo.

Não, o Islão não precisa de democracia. O islão precisa de liberdades. Precisa de liberdade de pensamento, que não existe. Precisa de liberdade de expressão, que não existe. Precisa de dar liberdade às mulheres, escravas do pais, maridos e filhos. Precisa de tribunais independentes, que não existem.

Depois tudo tudo, então sim, venha a democracia. Sem isto tudo, a democracia só vai piorar as coisas.

Direito à privacidade

P2P: Privacidade garantida

A arbitragem do organismo europeu foi requerida pela justiça espanhola depois da Associação de Editores e Produtores de Música ter exigido à empresa Telefonica o fornecimento da identidade e moradas de utilizadores que partilham ilegalmente ficheiros de música digital.

A empresa de telecomunicações recusou o pedido da associação, porque, segundo a lei espanhola, as empresas podem recusar fornecer os dados dos clientes, quando não se tratam de casos de segurança pública ou de defesa nacional.

O tribunal europeu apoiou a lei espanhola, dizendo que a protecção dos direitos de autor não deve prejudicar a protecção das informações pessoais, noticia a Lusa, que cita um comunicado do organismo.

[…]

Apesar de não ser dos que acham que quem faz downloads ilegais não faz nada de errado, fico contente por ver que ainda temos direito a alguma privacidade…

Embrace, extend and extinguish

Embrace, extend and extinguish

“Embrace, extend and extinguish,” also known as “Embrace, extend, and exterminate,” is a phrase that the U.S. Department of Justice alleged was used internally by Microsoft to describe their strategy for entering product categories involving widely used standards, extending those standards with proprietary capabilities, and then using those differences to disadvantage its competitors.

[…]

The strategy

The alleged strategy’s three phases are:

  • Embrace: Development of software substantially compatible with a competing product, or implementing a public standard.
  • Extend: Addition and promotion of features not supported by the competing product or part of the standard, creating interoperability problems for customers who try to use the ‘simple’ standard.
  • Extinguish: When extensions become a de facto standard because of their dominant market share, they marginalize competitors that do not or cannot support the new extensions.

[…]

Aqui está mais uma das razões pelas quais evito usar os produtos da MS…

DRM

Nos últimos anos, a indústria musical tentou combater a pirataria dos produtos que comercializam através do DRM. Mas ao que parece, as coisas não correm muito bem, isto porque o DRM não só não impede a pirataria, como acaba por prejudicar as pessoas que compram os produtos legalmente, que vêem o acesso às obras pelas quais pagaram restringido, o que não incentiva as pessoas a recorrer a vias legais para comprar os produtos.

Por isso, não foi de admirar que algumas empresas começassem a mudar de política. É o caso, por exemplo, da Apple e EMI, que há uns meses atrás, decidiram começar a vender música sem DRM, ou da Amazon, que também já disponibiliza músicas de várias editoras sem DRM.

Mas agora, um grupo musical decidiu ir mais longe, os Radiohead resolveram disponibilizar o seu novo álbum na internet, deixando ao critério de cada um quanto vai pagar por ele. Esperemos que consigam mostrar às editoras que a solução para a pirataria passa por uma mudança no modelo de negócio, e não pelas restrições do DRM.