“Tem algo a dizer? Não hesite! :)”

Esta frase pode ser encontrada acima da caixa de comentários de um blog que costumo ler. No entanto, acho que os autores do blog deviam fazer uma ligeira alteração à frase: “Tem algo a dizer? Se concorda connosco, Não hesite! :)”.

Na sequência da discussão deste post, resolvi fazer alguns comentários. Não ao post em si, pois acreditei que até era verdade o que diziam (aparentemente, depois de vermos alguns comentários, percebemos que algumas informações talvez não sejam totalmente verdadeiras), e faziam muito bem em informar os consumidores. Apenas respondi a alguns comentários já existentes (sendo o que motivou a minha primeira intervenção, da autoria do autor do post), com os quais não concordava.

Vai-se lá saber porquê (algo me diz que foi por discordar das ideias dos autores do blog), os meus comentários foram apagados. Acho que censurar comentários num blog (ou num fórum, ou noutra coisa semelhante) é mau, e só demonstrar que algumas pessoas apenas querem impor as suas ideias aos outros, sem as discutir sequer. Mas há alguns motivos pelos quais aceito que se tome essa atitude, nomeadamente, quando os comentários se afastam do assunto em discussão, o que até era o caso. Não sei se foi este o motivo, mas se foi, tendo em conta que no meu primeiro comentário me limitei a responder a uma questão implícita num comentário do autor do post, se calhar não devia ser só o meu comentário a ser apagado. Além disso, todos os outros eram respostas a comentários que se mantinham fora do assunto inicial, mas que não fora apagados (será porque eram favoráveis às opiniões do blog?).

Mas o pior de tudo, é que as respostas aos meus comentários continuaram por lá. Ora isto parece-me uma falta de seriedade bastante grande, pois deixam as pessoas fazerem-nos as críticas que quiserem, e retiram-nos a hipótese de nos defendermos e refutarmos essas críticas. Mais ainda, numa das respostas do autor do post (que pode ser vista no fundo da imagem que está neste link*), este dá a ideia que eu defendo uma coisa, quando eu tinha dito explicitamente no final de um comentário que ele cita, que não defendia isso (curiosamente, omitiu na citação a parte onde eu dizia isso), e coloca-me questões às quais ele (pressuponho que sendo um dos autores do blog também tenha alguma responsabilidade nos comentários que são apagados) não me dá a hipótese de responder.

Penso que isto é particularmente grave, sobretudo o facto do autor do post ter deixado uma resposta a um comentário que apagou (se não foi ele, tal como já disse, penso que devia poder intervir no assunto), e que sabe que não pode ser criticada. É curioso que sejam atitudes tomadas por pessoas que se dizem defensoras da liberdade (ou pelo menos da liberdade no software)… Parece que têm um conceito de liberdade estranho.


* Na mesma imagem, podem ver na parte de cima a citação de um post que parece deitar por terra a afirmação de que “O iPhone bloqueia o Software Livre” presente no post inicial (que se intitula 5 motivos para evitar o iPhone 3G), mas curiosamente, o autor da resposta, que é o também o autor do post, ignora que a sua afirmação parece ser inválida, e em vez de tentar mostrar que não, resolve tentar encontrar outros defeitos na política da Apple (sublinho que também acho que não faz qualquer sentido que a Apple controle o software que é instalado no iPhone, e que obrigue os programadores a darem-lhe parte das receitas obtidas com a comercialização de software para o iPhone).

E já agora, aparentemente, a afirmação do “iphone tracking” também é falsa, pelo menos já há lá um comentário a dizer porquê, e ainda não vi ninguém a mostrar que ele estava errado.
É claro que os erros continuam no post inicial, o que dá a entender que o objectivo dos autores não é informar os consumidores de possíveis defeitos do iPhone, mas defender cegamente um ponto de vista.


(editado a 14 de Julho de 2008, às 15:35)

NOTA: O Rui Seabra (autor do post em discussão), deixou alguns esclarecimentos ao assunto. De acordo com o mesmo, tratou-se de um problema do sistema anti-spam. Para mais esclarecimentos podem ler os comentários.

De referi que, à data da escrita deste post, as afirmações que fiz eram válidas (embora algumas das suposições o pudessem não ser, nomeadamente no que respeita às possibilidades do Rui Seabra intervir no assunto).

Por último, agradeço o facto deste ter recuperado os meus comentários.

9 respostas em ““Tem algo a dizer? Não hesite! :)””

  1. Nazgulled diz:

    Welcome to the real world!

    Já tive a minha dose desse género de incidentes e sei bem o quanto é frustrante. Mas só tens duas hipóteses, ignorar ou spamar…

  2. Participo em vários blogs (alguns de conteúdo mais político e onde discussões destas acontecem a toda a hora), e nunca tinha visto nada assim… Já vi casos em que me pareceu que a resposta não tinha sido publicada (só me lembro de um blog que fez isso, e que por acaso defende a ideologia política mais próxima do software livre), mas nunca tinha visto pessoas a apagar comentários, a deixar as respostas, e ainda a adicionar mais alguma resposta em relação a comentários apagados.

  3. Olá,

    Eu não apaguei comentário nenhum e rejeito a tua conclusão.

    Ao dizeres…

    se não foi ele, tal como já disse, penso que devia poder intervir no assunto

    … pareces dar a entender que me contactaste para que eu pudesse intervir no assunto.

    Uma vez que nunca me contactaste a respeito disso, considero este artigo algo difamante, e apenas o descobri porque por curiosidade fui ver ligações externas ao blog.

    Quando um comentário é colocado, é enviado um email ao autor do artigo com o conteúdo.

    Efectivamente os teus comentários estiveram para aprovação e foram aprovados, mas não estão *agora* a aparecer, nem sequer nos comentários para aprovação (não há nenhum nesse estado de momento).

    Ainda bem que eu tenho esta opção do wordpress activa. Não só me mostra os comentários, como também precavê acidentes (bugs de plugins, outros administradores — sim não sou o único — etc).

    Merecias que eu não os colocasse lá agora, mas vou colocá-los na mesma 🙂

  4. Se puderes corrigir o “fim de blockquote” agradeço, e já agora outra coisa que te deveria indiciar que não apaguei os comentários foi ter respondido a eles.

  5. E já agora, aparentemente, a afirmação do “iphone tracking” também é falsa, pelo menos já há lá um comentário a dizer porquê, e ainda não vi ninguém a mostrar que ele estava errado.

    Não, não é falsa. O que afinal não era “exactamente assim” foi quando alguém suspeitou de que num processo que foi identificado havia tracking do IMEI (verificou-se que nesse caso não havia).

  6. Já corrigi o blockquote.

    Eu andei pelo blog, pelo site softwarelivre.sapo.pt, pelo site da ANSOL, à procura do seu contacto, que não encontrei. Isto já depois de por 2 vezes (pelo menos) ter tentado responder ao seu último comentário relativamente a repostas minhas, e de os comentários não aparecerem. E nem sequer apareciam com aquela mensagem a indicar que o comentário estava à espera de moderação, como chegou a acontecer com outros comentários meus. Na impossibilidade de me defender através de comentários escrevi este post (já no dia seguinte aos comentários desaparecerem).

    Acho estranho que os comentários tenham desaparecido, depois de serem aprovados (pelo menos, nalguns deles a mensagem a dizer que estavam à espera de moderação já tinha desaparecido), mas pronto.

    Reparei que já voltou a colocar disponíveis 2 dos meu comentários, falta pelo menos mais um anterior à sua última resposta a um comentário meu, e outro posterior. O primeiro (dos que falta) continha uma frase particularmente importante para compreender a minha posição sobre alguns aspectos em discussão, pelo que agradecia se o conseguisse recuperar.

    Irei também editar este post e acrescentar uma referência aos esclarecimentos do Rui Miguel Silva Seabra.

  7. Descobri-os com cerca de 30 pontos negativos no anti-spam e fiz recover. Não percebi é o que se passou, provavelmente algum conflito de sistemas anti-spam, ou seja, depois de passar num lixou-se no outro.

  8. Eu andei pelo blog, pelo site softwarelivre.sapo.pt, pelo site da ANSOL, à procura do seu contacto, que não encontrei

    No menu do lado esquerdo está “Contactos”, que liga a http://ansol.org/contacto onde está desde há vários anos 🙂

  9. Descobri! Devo ter acidentalmente carregado na “auto black list”. Presumo que tenha sido eu, isto é, uma vez que a hora “parece” bater certo com as minhas aprovações.

    Mas assim faz mais sentido e já fico menos preocupado.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.