DRM

Nos últimos anos, a indústria musical tentou combater a pirataria dos produtos que comercializam através do DRM. Mas ao que parece, as coisas não correm muito bem, isto porque o DRM não só não impede a pirataria, como acaba por prejudicar as pessoas que compram os produtos legalmente, que vêem o acesso às obras pelas quais pagaram restringido, o que não incentiva as pessoas a recorrer a vias legais para comprar os produtos.

Por isso, não foi de admirar que algumas empresas começassem a mudar de política. É o caso, por exemplo, da Apple e EMI, que há uns meses atrás, decidiram começar a vender música sem DRM, ou da Amazon, que também já disponibiliza músicas de várias editoras sem DRM.

Mas agora, um grupo musical decidiu ir mais longe, os Radiohead resolveram disponibilizar o seu novo álbum na internet, deixando ao critério de cada um quanto vai pagar por ele. Esperemos que consigam mostrar às editoras que a solução para a pirataria passa por uma mudança no modelo de negócio, e não pelas restrições do DRM.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.